Convênio é firmado para implantar estação de monitoramento do rio Tietê

Cicero-Marcio-Edemilson-Sao-Paulo

Salto, 14 de setembro de 2017

O acompanhamento da qualidade das águas do rio Tietê vai começar a ser feito, através de um convênio formalizado entre o DAEE (Departamento de Águas e Energia Elétrica) e a Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo), visando ações futuras. Segundo informado pelo superintendente do DAEE, Ricardo Daruiz Borsari, em resposta ao ofício do vereador Edemilson Pereira dos Santos, em atendimento ao licenciamento ambiental das obras de rebaixamento da calha do rio Tietê, está firmado convênio com a Cetesb, visando ao repasse de recursos para aquisição de uma Estação de Monitoramento Automática de Qualidade das águas do rio Tietê.

A estação será implantada na área interna da PCH São Pedro, no município de Itu. O acompanhamento será por meio de leitura de parâmetros químicos a serem analisados pela Cetesb. O pedido de providências foi feito pelos vereadores Edemilson Pereira dos Santos, Cícero Granjeiro Landim e Márcio Conrado, em visita recente deles ao DAEE, em São Paulo, após as ocorrências envolvendo lixo flutuante, espumas tóxicas e carga poluidora do fundo do rio, oriunda da abertura de barragens.

Com relação ao lixo flutuante, o superintendente do DAAE entende que o mesmo chega até o leito do rio Tietê, através de vários rios e córregos tributários em todo o trecho desde sua nascente, passível de medidas de educação ambiental para a população ribeirinha, bem como de ações conjuntas entre as prefeituras municipais, Estado e participação da Cetesb.

*Com informações enviadas pelo vereador Edemilson Pereira dos Santos.