Vereador Edemilson cobra da Prefeitura solução para obstáculos nas principais vias do Centro

hidrometro

Salto, 17 de setembro de 2018

Solicitando a fiscalização da Prefeitura de Salto em relação a algumas caixas de registros de água fixadas nas calçadas na avenida Dom Pedro II, que estão quebradas ou sem as tampas – o que tornam um obstáculo para os pedestres, podendo causar acidentes –, o vereador Edemilson Pereira dos Santos oficiou o chefe do Executivo, nesta segunda-feira, dia 17, salientando que é preciso intimar os proprietários dos imóveis, sejam eles munícipes ou empresas, a realizar os reparos, pois os buracos continuam colocando em risco a vida de pedestres e moradores, afinal qualquer cidadão pode sofrer algum tipo de ferimento, inclusive lesão grave.

 

“Sugiro para esta Administração que faça um estudo para disponibilizar de forma gratuita o novo hidrômetro, a caixa e a ligação da rua para essa região central, e nas principais vias comerciais da cidade, a instalação na parede frontal da residência, evitando transtornos à população. Portanto, a Prefeitura precisa tomar as providências com urgência para evitar acidentes”, destaca Edemilson.

calcada

Em outro ofício enviado ao prefeito Geraldo Garcia, o vereador pede que seja dada a devida atenção para as calçadas da rua Nove de Julho e da avenida Dom Pedro II, afinal essas calçadas são de responsabilidade da Prefeitura, tendo em vista a padronização do calçamento.

“Os pedestres reclamam dos buracos nas calçadas e dos pisos irregulares, levando os transeuntes ao risco de acidentes. Ambas as vias são de alta circulação de pedestres, devido ao fato de serem ruas comerciais e com diversas agências bancárias e lotéricas, transformando o tráfego muito grande de pessoas. Essa reivindicação também está partindo dos comerciantes, afinal calçada com boa qualidade é um equipamento fundamental para a mobilidade urbana sustentável”, enfatiza.

De acordo com o vereador Edemilson, é necessário que seja feito um levantamento de todos os lugares danificados, principalmente onde havia árvores plantadas e atualmente há buracos, além dos acabamentos próximos à faixa de pedestres da galeria de água pluvial, pois esses obstáculos têm dificultado a mobilidade das crianças, idosos e pessoas com deficiência física, jovens e adultos.

*Com fotos e informações do vereador Edemilson Pereira dos Santos.