Edemilson e Cícero pedem que Secretaria de Saúde cobre aumento do número de doses da vacina contra a febre amarela

vereadores-oficio-febre-amarela-site

Salto, 18 de janeiro de 2018

Os vereadores Edemilson Pereira dos Santos e Cícero Granjeiro Landim, após terem recebido, pelas redes sociais, diversas queixas de munícipes que têm procurado os postos e clínicas de saúde de Salto e não encontram disponíveis as vacinas contra a febre amarela, encaminharam ofício ao chefe do Executivo, prefeito Geraldo Garcia, nesta quarta-feira, dia 17, pedindo maior atenção por parte da Secretaria de Saúde quanto à vacinação.

Conforme informações obtidas junto à Secretaria de Saúde, estão sendo disponibilizadas por dia em Salto de 30 a 50 doses, e os atendimentos estão sendo feitos de segunda a sexta-feira, com os seguintes cronogramas: Segunda-feira: Posto de Saúde Bela Vista e Clínica do Cecap / Terça-feira: Posto Donalísio / Quarta-feira: Salto de São José / Quinta-feira: Posto Nações e CSII / Sexta-feira: Posto Saltense, Santa Cruz e São Gabriel, com horários entre 8h e 15h30.

“Precisamos de atenção por parte desta Administração e cobrança junto ao Governo do Estado para aumentar as doses. Conforme se pode observar em apenas alguns relatos, muitas pessoas estão se deslocando para áreas de risco, além das informações contraditórias entre a diretoria da Secretaria de Saúde e servidores da rede básica, sobre a quantidade disponível diariamente à população, conforme relatos”, explicam os vereadores.

Nos comentários feitos na rede social, vários munícipes contam que estão tendo que madrugar para conseguir pegar a senha para se vacinar e, ainda assim, como chegam poucas doses da vacina aos postos, elas terminam ainda no período da manhã.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) classificou nesta última terça-feira, dia 16, todo o Estado de São Paulo como área de risco para a febre amarela. O Governo de São Paulo anunciou que a vacinação fracionada contra a febre amarela em 54 municípios do estado será antecipada para o dia 29 de janeiro. Porém, não houve nenhuma manifestação até o presente momento do Governo do Estado para ampliação da demanda na Região Metropolitana de Sorocaba, que inclui a nossa cidade.

“Sendo assim, é necessário cobrar o aumento do quantitativo de vacinas, afinal temos capacidade de armazenamento no município, para ampliar a cobertura vacinal na cidade. O que solicitamos é que seja garantido o atendimento a toda a população, com maior atenção às áreas prioritárias, moradores nas proximidades de matas, onde as pessoas estão mais suscetíveis à febre amarela silvestre. Sugerimos também que seja desenvolvida uma campanha para conscientizar a população local, para que não tenhamos nenhuma vítima da febre amarela. Também é preciso divulgar o horário de distribuição de senhas de cada unidade e o horário limite de atendimento, afinal, após aberto o frasco da vacina, a validade de utilização é de 6 horas”, salientam.

Edemilson e Cícero finalizam o documento dizendo que é preciso reforço das ações preconizadas para vigilância, controle e prevenção contra a febre amarela, nebulização em algumas áreas de possíveis focos, cobrando o aumento do quantitativo de vacinas e orientando aos postos e clínicas de saúde para exigir o comprovante de endereço, RG ou CNH das pessoas que foram até esses locais para receber a vacina, afinal as doses encaminhadas pelo Estado são para atender apenas a demanda de moradores do município.

*Com informações do vereador Edemilson Pereira dos Santos.