Após denúncia de vereadores, Cetesb interdita operação de bombeamento de água de lagoa para o Piraí

vereadores-denuncia-Cetesb-1-site

Salto, 27 de julho de 2018

Na última quarta-feira, dia 25, os vereadores Edemilson Pereira dos Santos, Cícero Granjeiro Landim e Márcio Conrado visitaram o ribeirão Piraí, onde estava ocorrendo a exploração minerária de água de cava em uma área particular próxima ao centro de captação, para reforçar o volume de água do manancial, responsável por abastecer 80% de Salto e parte de Indaiatuba.

Diante disso, os vereadores solicitaram esclarecimentos por parte do SAAE de Salto, mas não tiveram esclarecimento sobre como estava ocorrendo a operação no local e, mediante a omissão, acionaram a diretoria da Cetesb de Jundiaí, visto que a coloração da água do ribeirão Piraí estava esbranquiçada, e eles desconheciam o laudo técnico de qualidade da água.

vereadores-denuncia-Cetesb-3-site

“O SAAE local apenas se limitou a dizer que era uma atividade da autarquia de Indaiatuba”, informam os vereadores, acrescentando que na quinta-feira, dia 26, à tarde, a bomba foi retirada do local e as atividades foram encerradas.

Em contato com os vereadores, a diretora da Cetesb informou que, após ser acionada, houve a fiscalização que resultou no fim da operação feita pelo SAAE de Indaiatuba, visto que não havia licenciamento e nem sequer autorização devida do órgão para tal finalidade.

vereadores-denuncia-Cetesb-2-site

Na próxima segunda-feira, os vereadores terão acesso ao relatório apresentado pela Cetesb após a vistoria. “A nossa preocupação é com a qualidade da água e a saúde da população de Salto e Indaiatuba, tendo em vista que está represada na lagoa há muitos anos e é jogada no canal do ribeirão que serve os dois municípios”, declaram os fiscalizadores.

*Com fotos e informações dos vereadores Edemilson Pereira dos Santos, Cícero Granjeiro Landim e Márcio Conrado.