Abandono de imóvel prejudica vizinhança e vereador Edemilson pede solução à Prefeitura

Imovel-Itapiru-1

Salto, 02 de outubro de 2018

Em ofício encaminhado ao prefeito de Salto, Geraldo Garcia, nesta semana, o vereador Edemilson Pereira dos Santos pediu que seja notificado o responsável pelo imóvel abandonado na esquina entre as ruas Itapiru e Afonso Pena.

Imovel-Itapiru-2

“Essa propriedade está prejudicando a vizinhança, onde há muitas residências, além do posto de saúde CS II, supermercado e delegacia. A omissão dos responsáveis tem gerado risco à saúde e desvalorização dos imóveis no entorno, além de insegurança ao atrair marginais ou invasores, pois estão sendo notados usuários de drogas no local, além de animais peçonhentos”, esclarece o vereador, que solicita à Prefeitura notificação dos responsáveis, pois a propriedade coloca em risco toda a vizinhança, cabendo ainda a responsabilização do proprietário por não cuidar de seu imóvel.

 

Segundo Edemilson, o imóvel tem acúmulo de lixo, que favorece o risco de proliferação de doenças, além de sofá, colchões e ainda vasilhas que podem ser criatórios do mosquito Aedes aegypti, que são os vetores da dengue e da febre chikungunya.

Placa-Rua-Quintino

Ainda na região central, o representante do Legislativo saltense requisita que o Departamento de Trânsito faça o devido ajuste da placa informativa referente à Biblioteca Municipal, Câmara e Fórum, na rua Quintino Bocaiuva, em frente ao nº 70. Já faz alguns meses que o vento forte deslocou esse equipamento, que não está cumprindo sua função de orientar os motoristas.

Canaleta-Nacoes

Jardim das Nações – O vereador Edemilson também solicita com urgência que seja feita a manutenção no canaletão da rua Floriano Peixoto, esquina com a rua Bolívia, no Jardim das Nações, pois tem causado problemas aos moradores e às pessoas que transitam pela via, que recebe grande fluxo de carros, motos, ônibus e caminhões. “O buraco está ganhando profundidade e atrapalhando a passagem, pois muitos motoristas passam pelo outro lado para desviar, entrando na contramão, atrapalhando do o fluxo de quem precisa transitar pelo local. A ferragem está exposta, podendo cortar ou rasgar um pneu”, finaliza.

*Com fotos e informações do vereador Edemilson Pereira dos Santos.