Vereador solicita reunião sobre a nova concessão do transporte coletivo e pede mudança nas datas das reuniões do Conselho Municipal de Saúde

Tarifa Nardelli

Salto, 11 de janeiro de 2019

Nesta semana, o vereador Edemilson Pereira dos Santos, por meio de ofício, solicitou uma reunião ao prefeito Geraldo Garcia, a ser realizada na Casa de Leis, para tratar da nova concessão do serviço de transporte público coletivo do município, novas ações conforme elencadas no edital, os investimentos em novos ônibus e demais melhorias. Conforme publicado pela imprensa oficial do nosso município, foi declarada vencedora do certame a empresa Auto Ônibus Nardelli.

Edemilson afirma: “É de grande interesse sabermos quando será a assinatura do contrato de concessão do serviço de transporte público coletivo, quando começará a valer o novo valor da tarifa, fixado em R$ 3,80, o novo modelo operacional, as diretrizes da concessão, além dos investimentos referentes à outorga de R$ 1 milhão, conforme nossa solicitação para construção de ponto de ônibus com assento e cobertura, além de concretagem em alguns pontos, substituindo o asfalto”, pontua o vereador.

Reuniões do Conselho Municipal de Saúde – Outro pedido feito pelo vereador Edemilson foi para que sejam alteradas as datas das reuniões do Conselho Municipal de Saúde, tendo em vista que o calendário, já programado, mais uma vez dificulta a participação dos vereadores interessados nos encontros. O representante do Legislativo saltense requisita ao secretário de Saúde, Flávio Francisco Vitale Filho, além do Sr. Emmerson Correa Silveira, presidente do Conselho, para que façam essas alterações.

“As reuniões estão agendadas para toda última terça-feira do mês, sempre às 19h, ou seja, quando está ocorrendo a sessão na Casa de Leis. Os vereadores são procurados diariamente pela população, e nada mais justo um dia e horário em que possamos participar, mesmo porque as audiências públicas sobre saúde na Câmara acontecem a cada quatro meses”, defende.

“É uma solicitação possível, como já ocorre com outros conselhos, sendo esse órgão colegiado de caráter deliberativo e permanente, formado por representantes do governo, sociedade civil organizada, profissionais da saúde e também usuários, afinal o órgão tem que priorizar o processo de planejamento participativo, porque, acima de tudo, seu papel é de fortalecimento da participação democrática da população na formulação e implementação de políticas pública”, finaliza.

*Com foto e informações do vereador Edemilson Pereira dos Santos.