Vereador Edemilson denuncia vazamento de esgoto no córrego do Ajudante e solicita agilidade na instalação de hidrômetros

corrego do Ajudante

Salto, 07 de janeiro de 2019

O vereador Edemilson Pereira dos Santos notificou o chefe do Executivo saltense, na semana passada, a respeito do crime ambiental e do crime contra a economia popular referente ao vazamento de esgoto no córrego do Ajudante. “Infelizmente, o problema persiste desde o início desta gestão e em quase toda extensão, desde a nascente até a foz desse leito no rio Tietê. Falta manutenção preventiva e o problema é gestão, pois é de conhecimento do superintendente do SAAE, e a situação não é resolvida por definitivo em diversos lugares”, destaca Edemilson.

De acordo com o vereador, a população não pode mais continuar pagando por um serviço inexistente, e não adianta o gestor justificar falta de recursos, afinal um valor altíssimo foi “desviado” da autarquia SAAE para construir a ponte da rua das Palmas, no bairro Porto Seguro, e a previsão orçamentária para este ano é de R$ 24 milhões.

“Portanto, volto a solicitar a suspensão imediata da tarifa de tratamento de esgoto imposta aos saltenses, até que se passe a cumprir os parâmetros exigidos em lei ou os parâmetros mínimos de eficiência, causando um grande prejuízo à fauna e à flora, além dos níveis de poluição que elevam os riscos à saúde humana, prejudicando dezenas de bairros por onde esse leito passa, pois a tarifa de esgoto é constituída por dois fatores: o primeiro deles, a coleta do esgoto, e o segundo, o efetivo tratamento. Sendo assim, deveriam ser devolvido os últimos três anos dos valores arrecadados pelas tarifas de esgotamento sanitário”, ressalta.

“Volto a solicitar mudança na autarquia SAAE, tendo em vista que já se passaram dois anos e a situação está mais crítica que dos últimos 10 anos, seja no abastecimento ou na manutenção nas redes de esgoto, afinal diversos lugares continuam despejando nos rios e é de conhecimento desta Administração”, enfatiza.

Solar dos Passaros

Residencial Solar dos Pássaros – Em outro documento do vereador Edemilson ao prefeito Geraldo Garcia, é solicitada a intervenção do chefe do Executivo junto ao Superintendente do SAAE, para que sejam solucionadas o mais breve possível as solicitações de instalação de hidrômetros no Residencial Solar dos Pássaros, onde há mais de mil apartamentos, e muitos proprietários estão dependentes da ligação de água para mudar e sair do aluguel.

“Na última quarta-feira, dia 02, falei com o secretário de Governo sobre a demora das ligações, tendo em vista que isso está tirando o sono de muitos proprietários, que não têm como se mudar devido à falta de abastecimento de água (caixas d’água, banheiros e tanques)”, explica o vereador.

Edemilson cobra, no ofício, mais eficácia na gestão da autarquia, pois é inadmissível que contribuintes, cidadãos que compram o serviço da autarquia, continuem sendo prejudicados pela falta de planejamento, pois não foi feita licitação a tempo, no último trimestre de 2018, para a compra de equipamentos.

“Deveria ser de conhecimento dos responsáveis do SAAE que a demanda de novos loteamentos e empreendimentos verticais necessita de novas ligações e, assim, manter estoque de hidrômetros. Portanto, solicito um posicionamento desta Administração para agilizar essas ligações, bem como a disponibilização do transporte coletivo em frente ao Residencial, além da melhoria na iluminação pública, afinal o IPTU está chegando, além da instalação de duas lombadas em ambos os sentidos nas proximidades desse condomínio, bem como a construção de uma escada de concreto para o acesso ao bairro Planalto, na rua Guatemala, pois muitas pessoas vão aos comércios e também têm acesso ao ônibus circular”, salienta.

*Com fotos e informações do vereador Edemilson Pereira dos Santos.