Edemilson aponta que a conta de água pode ficar mais elevada pela presença de ar nos hidrômetros e pede que Prefeitura tome providências

Vereador Edemilson

Salto, 20 de dezembro de 2018

O vereador Edemilson Pereira dos Santos, nesta semana, encaminhou ofício ao prefeito de Salto, Geraldo Garcia, solicitando a inspeção nos bairros onde ocorreu a falta no abastecimento de água nos últimos dias, pois há casos de incidência de passagem de ar pelos hidrômetros.

No documento, é ressaltado que mesmo com a instalação do dispositivo chamado ventosa – que tem a função de eliminar o ar que entra nas tubulações quando o abastecimento é interrompido, e principalmente quando há rodízio de distribuição - o ar presente no encanamento de água tem elevado o valor das faturas resultando em uma medição exagerada, pois os ponteiros funcionam, gerando cobranças por recursos não utilizados pelo consumidor.

“Medidas tem que ser tomadas com urgência, pois a movimentação do hidrômetro, sem ter o fornecimento de água, só está fazendo o SAAE aumentar sua receita, bem como a concessionária de Tratamento de Esgoto, com vento pago pelo consumidor”, explicou o vereador.

Segundo Edemilson, a grande imprensa já divulgou e também é confirmado por universidades, através de especialistas em saneamento, que os hidrômetros são sensíveis à passagem de ar, e o percentual que o consumidor pode pagar pelo ar na conta ultrapassa os 60%. “Em Salto, são muitos moradores que sofrem com esta situação, por isso solicito que seja estudada a possibilidade do SAAE disponibilizar aos seus consumidores, a preço de mercado, o equipamento conhecido por válvula ou redutor, que bloqueia a entrada de ar que chega ao hidrômetro. Assim, o consumidor pagaria apenas pela água utilizada e não mais pelo volume de ar”.

*Com informações do vereador Edemilson Pereira dos Santos.