Vereadores pedem que Hospital Municipal tome providências sobre denúncias de mal atendimento aos pacientes

denúncia sobre mal atendimentosite1

Salto, 26 de junho de 2018

Nesta segunda-feira, dia 25, os vereadores Edemilson Pereira dos Santos, Cícero Granjeiro Landim e Márcio Conrado reuniram-se com o diretor técnico do São Camilo de Salto (Hospital Municipal e Maternidade Nossa Senhora do Monte Serrat), Dr. Renato Cassani, entregando um ofício que solicita providências e esclarecimentos referentes à denúncia feita por uma autoridade policial, na madrugada de domingo, dia 24.

Segundo os vereadores, o caso se trata de ocorrência atendida pela Polícia Militar na cidade de Itu envolvendo abuso sexual contra uma criança. Conforme relato do policial militar, a médica do Pronto Socorro Municipal de Salto fez o atendimento com descaso, o que causou revolta nos que acompanhavam a criança e, posteriormente, na sociedade em geral que tomou conhecimento do acontecido.

“Já não é a primeira vez que a população se indigna com atitude médica no Pronto Socorro de Salto, principalmente durante a madrugada quando se deparam com médicos dormindo e saem da sala de descanso com pouca vontade e mau humor. Solicitamos a relação de todos os médicos que fizeram plantão nos últimos dias 23 e 24 de junho, e da médica pediatra que atendeu essa criança”, disseram os vereadores.

Ainda sobre este assunto, overeador Edemilson recebeu mensagem de uma funcionária do Hospital de Salto, por meio de rede social, relatando que a instituição não tem funcionários suficientes e faltam equipamentos. Por isso, um ofício foi encaminhado ao hospital e Prefeitura para que informem quais as verbas recebidas até o momento através de convênios para aquisição de equipamentos; além disso, a relação do número de funcionários atualizado (médicos, enfermagem, técnicos de enfermagem); e quantas salas possuem ventiladores e se algum está quebrado.

denúncia sobre mal atendimento-site2

Mais descaso – O grupo de edis aproveitou a oportunidade, para cobrar respostas sobre outro atendimento realizado no Hospital Municipal, no setor de Pediatria. A situação apresentada foi o caso da mãe de uma criança que teria recebido atendimento inadequado, sendo que estava passando mal há vários dias, porém não foram realizados exames laboratoriais no paciente. Mediante isto, levou o filho para o hospital em Indaiatuba, onde relata ter recebido um ótimo atendimento. Após o ocorrido, a mãe entrou em contato com a Ouvidoria do Hospital Municipal de Salto pedindo providências. No entanto, a resposta é que a conduta médica foi adotada dentro dos parâmetros do ato médico.

“Mais uma vez demonstra que o atendimento não está à altura do serviço contratado pela Prefeitura da Estância Turística de Salto. A mãe questionou via Ouvidoria e recebeu uma resposta que tenta justificar o injustificável. Não é a primeira vez que usuários do São Camilo Salto têm que se deslocar até o hospital de Indaiatuba para ter acesso ao atendimento digno”, salientaram os vereadores.

Prefeitura – O grupo de vereadores também nesta segunda-feira, dia 25, levou os casos para a Prefeitura de Salto, na qual foram atendidos pelo chefe de gabinete da Secretaria de Governo, Jesuíno Dutra. Na ocasião, os ofícios com as denúncias foram entregues, requisitando providências por parte do Executivo.

*Com fotos e informações dos vereadores Edemilson Pereira dos Santos, Cícero Granjeiro Landim e Márcio Conrado.