Prefeitos e secretários prestam esclarecimentos à Comissão Especial de Inquérito formada na Câmara

reuniao-CEI-Corpus-CSO-1

Salto, 11 de outubro de 2017

Na segunda-feira, dia 09, a Comissão Especial de Inquérito (CEI) que apura possíveis irregularidades nos contratos firmados entre o Poder Executivo e as empresas CSO Ambiental de Salto (contrato nº 188/2014) e Corpus Saneamento e Obras (contrato nº 05/2009) reuniu-se para interrogar o prefeito Geraldo Garcia; a secretária de Finanças, Janaína Bassetti; e o secretário de Negócios Jurídicos, Otávio Roberto Maciel. Também esteve presente o chefe de gabinete da Secretaria de Negócios Jurídicos, Marcello Alckmin de Carvalho.

O chefe do Executivo, a secretária de Finanças e o secretário de Negócios Jurídicos foram questionados sobre vários aspectos pelos integrantes da comissão, como notas fiscais não contabilizadas de serviços contratados pela Prefeitura e realizados pela CSO na gestão passada, o controle dos serviços prestados pela empresa ao município e a revisão do contrato com a CSO realizada no mês passado, que reduziu seu valor em R$ 811 mil.

A CEI é composta pelos vereadores Márcio Conrado (presidente), Edemilson Pereira dos Santos (relator), Cícero Granjeiro Landim (1º secretário), Vinícius Saudino de Moraes (2º secretário) e Antônio Cordeiro dos Santos (membro), os quais são assessorados pelo consultor jurídico Dr. Marco Aurélio Dominguez Lima.

Prazo de conclusão – A Comissão Especial de Inquérito foi constituída na sessão ordinária do dia 07 de fevereiro de 2017, com prazo inicial de 180 dias para conclusão dos trabalhos. Na sessão ordinária do dia 13 de junho, no entanto, foi votado e aprovado um requerimento, a pedido da própria CEI, solicitando a prorrogação do prazo em mais 180 dias.